terça-feira, janeiro 26, 2010

O péssimo hábito do conformismo.

Não me conformo. Não, não me conformo com a vida, não me conformo com a morte, não me conformo com a tristeza e nem com a felicidade. Não me conformo quando algo dá errado, não me conformo quando me decepciono, não me conformo com o calor, não me conformo com o frio. Simplismente não me conformo com a fome, não me conformo com a dor. Muito menos com a pobreza e com a riqueza... Pior ainda. Não me conformo com a falta de honestidade. Não. Não me conformo com as mentiras. Não me conformo com o fato de amor doer. Perdoe-me, mas eu não me conformo. Devo não ser normal. Não nasci para ser conformada. Por isso que mudo. Até onde dê para mudar. Acho um absurdo. Não adianta, não irei me conformar. Nunca.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Hááááá, sabia que você ia comentar, tem cara de inteligente mesmo. :)

Contra plágio, ok?!

Protected by Copyscape Online Plagiarism Detector

Contador de folheadas - 01/05/10